Licitação de ponte internacional da rota bioceânica deve ser aberta em julho, afirma empresa

17 Mai 2021

Um evento sobre o Rio Paraguai, em Porto Murtinho, na fronteira do Brasil com o Paraguai, selou, nesta segunda-feira (17), o compromisso de construção da ponte internacional sobre o rio, entre o município sul-mato-grossense e Carmelo Peralta, considerado vital para a consolidação da Rota Bioceânica, corredor rodoviário biocêanico que deve passar por Mato Grosso do Sul e ligará o Brasil ao Chile, via Paraguai e Argentina.

No ato, o diretor-presidente da Itaipu Binacional paraguaia, Manuel Maria Cáceres Cardozo, anunciou a licitação do empreendimento para o dia 1º de julho. A solenidade também contou com a presença do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, que comemorou este novo passo para a construção da ponte. “Para nós é uma alegria enorme. Agradecer o Cáceres por estar junto conosco, Brasil e Paraguai integrando essa rota, que é um sonho que foi sonhado por muitos”, afirmou.

Em abril deste ano, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, suspendeu a licitação para a construção da ponte, o que gerou dúvidas sobre a continuidade do projeto. A solenidade desta segunda, no entanto, retomou o otimismo das autoridades.

“É um dia histórico para Mato Grosso do Sul e para o Paraguai, quando estamos selando um compromisso que foi momentaneamente adiado, mas que agora tem seu cronograma retomado”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja. “Essa ponte proporciona mais do que a integração física, mas a abertura de uma nova rota de circulação de mercadorias e riquezas, além de fomentar o turismo e estreitar nossas relações culturais”, acrescentou

O engenheiro responsável pela obra, Panfilo Benites, informou que o projeto executivo já foi concluído. A ponte terá extensão de 1.300 metros, com um vão de 360 metros sobre o rio. Calculada para suportar grande tráfego de caminhões bitrens, a estrutura terá pista dupla e acesso para pedestres. Concluído o processo licitatório, a obra será iniciada na sequência, com duração prevista de 33 meses, ao custo de aproximadamente US$ 84 milhões.

A expectativa do diretor-presidente da Itaipu binacional é de que as obras na ponte sejam iniciadas no início de 2022. “Estamos aqui para reafirmar o compromisso do Paraguai, a ponte abraça os dois países e seremos o centro da integração”, disse Manuel Maria Cáceres Cardozo.

Para o secretário da Semagro (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, a licitação da ponte internacional traz tranquilidade ao mercado, em especial aos empreendedores que pretendem investir em Porto Murtinho. Ele adiantou que o projeto do acesso da BR-267 à ponte também está com processo licitatório adiantado.

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo, também acompanhou o governador no ato fronteiriço e manifestou sua alegria em testemunhar um momento de grandeza para Mato Grosso do Sul. “Essa região vai se tornar um novo eldorado”, disse.

Quando concluída, a Rota representará uma importante alternativa logística para atender a crescente demanda por produtos produzidos no estado.

Segundo a Federação das Industrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), o corredor vai ter potencial para movimentar US$ 1,5 bilhão por ano em exportações de carnes, açúcar, farelo de soja e couros, para os outros países por onde o corredor passará e também para o mercado asiático. Esse volume de recursos representa mais de um quarto do total do faturamento com as exportações do estado no ano passado, que foi de R$ 5,6 bilhões.

 

Fuente: http://tribunadopantanal.com.br/licitacao-de-ponte-internacional-da-rota-bioceanica-deve-ser-aberta-em-julho-afirma-empresa/

Compartir: